quinta-feira, 8 de novembro de 2012

10 coisas extremamente improváveis em que as pessoas ainda acreditam


Embora muitos fenômenos já tenham sido validados (ou desmentidos) pela ciência, diversos outros nunca passaram por uma experimentação definitiva, que pudesse nos mostrar se são reais ou não.
E, mesmo sem provas empíricas, milhões de pessoas acreditam neles.
A seguir, listamos dez dos mais conhecidos (vale lembrar que não estamos julgando se são válidos ou não, mas sim apontando que não foram comprovados):
10 – ALIENÍGENAS VISITANTES
Filmes, livros, HQs, programas de rádio e de televisão: todas essas mídias foram (e são) usadas para contar histórias sobre seres inteligentes de outros planetas. Há incontáveis testemunhas que alegam terem visto OVNIs (Objetos Voadores Não-Identificados) ou, até mesmo, terem sido abduzidas. Teorias conspiratórias, como a de que o exército dos Estados Unidos capturaram extraterrestres para fazer experimentos, ajudam a manter a crença viva.
O que torna a possibilidade deles nos visitarem improvável são as monumentais distâncias entre as estrelas: mesmo viajando à velocidade da luz levaria milhares de anos para que chegassem a nós, mesmo das estrelas mais próximas. Mesmo assim não custa estar preparado caso você encontre algum.

9 – ASTROLOGIA
A ideia de que as estrelas podem influenciar a vida na Terra existe há milênios, e mesmosem comprovações empíricas, muita gente dá importância ao seu signo e acredita que ter nascido em determinado dia do ano, sob determinadas estrelas, está por trás de traços de personalidade.
8 – CRIPTÍDEOS
O termo “criptídeo” se refere a criaturas cuja existência nunca foi provada pela ciência, mas na qual as pessoas acreditam, em especial por causa de relatos e fotografias supostamente verdadeiros – como no caso dos alienígenas. Nessa lista entra também oPé-Grande, o Chupacabras e o Monstro do Lago Ness.
7 – FANTASMAS
Muita gente jura de pés juntos que já viu fantasmas, mas apesar dessa “certeza”, os mais céticos argumentam que sempre há uma explicação mais plausível, como fenômenos luminosos ou erros de percepção do cérebro.
6 – MÉDIUNS
Supostamente capazes de ser comunicar com os mortos, os médiuns reforçam a crença dos “fantasmas” ou “espíritos” entre os vivos falando sobre coisas que teriam descoberto graças a esse contato com “o outro lado”. Muitas vezes, o desejo de conversar com entes queridos que já morreram leva as pessoas a desconsiderar enganos que os médiuns cometem em sessões.
5 – CARMA
Apesar de trazer uma consoladora sensação de justiça, a ideia de que boas ações necessariamente trarão “bons frutos” no futuro (e, da mesma forma, más ações eventualmente terão seu preço) carece de comprovações.
4 – INTUIÇÃO
Quem nunca justificou uma escolha dizendo que simplesmente “sentiu” o que deveria fazer, como se uma espécie de sexto sentido o guiasse? Mesmo sem um embasamento mais palpável, não é raro tomarmos decisões que “sentimos” ser mais acertadas.
3 – DESTINO
“Tudo acontece por um motivo” é algo que nós muitas vezes já ouvimos (ou dissemos) diante de situações trágicas. Embora não tenhamos provas de que nossa existência segue um caminho pré-determinado, é comum buscarmos conforto na ideia de que mesmo os eventos mais tristes de nossas vidas têm uma “razão maior” por trás.
2 – TEXTOS RELIGIOSOS
Por misturarem relatos plausíveis (como as peregrinações dos discípulos de Jesus) ehistórias fantásticas (como o Dilúvio ou a existência de personagens que viveram por centenas de anos), livros como a Bíblia geram muita discussão. Quais “relatos” seriam, na verdade, lendas? O que aconteceu realmente?
1 – DEUS
Por definição, a existência (ou não) de Deus não pode ser comprovada de forma empírica. Ainda assim, a crença neste poder superior (ou em outros, no caso de religiões politeístas) acompanha a humanidade há milênios.[Listverse]

5 comentários:

  1. Cara eu não acredito em intuição como você disse ai ... eu não acredito no sobrenatural mas intuição é so oque você pessoalmente calcula ter mais propabilidade de acontecer ou ser melhor depende da situação... tenho14anos se eu falei qualquer merda é pela idade uahauhau

    ResponderExcluir
  2. Acho que a tal de intuição até pode existir e ter sido um fator relevante em nossa evolução, decisões rápidas e intuitivas podem ter sido determinantes na sobrevivência e transmissão dos genes. (mas não dá pra comprovar, é só intuição mesmo...)

    ResponderExcluir
  3. Marcio Andrade, então você quer dizer que intuição pode ser considerado um instinto animal?
    oO
    Isso soa certo!

    ResponderExcluir
  4. Tirando os ETs o resto é patifaria!

    ResponderExcluir